Transolímpica: número de passageiros aumentou mais de 150% após compra da nova frota de ônibus – Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro

Os novos ônibus articulados começaram a operar na Transolímpica – Arquivo/Prefeitura do Rio

Desde que a Prefeitura do Rio assumiu o compromisso de recuperar o sistema BRT, no início de 2021, a população carioca só vem recebendo boas notícias. A compra de uma nova frota de ônibus articulados, assim como a reforma de todas as estações e reabertura das que estavam fechadas, levaram mais conforto aos usuários e reduziram os intervalos das viagens. Na Transolímpica, por exemplo, o número de passageiros aumentou mais de 150% nos últimos três anos, com a média diária passando de 19 mil (março de 2021) para 49 mil (março de 2024).

A Transolímpica tem 23 quilômetros, ligando Deodoro ao Recreio dos Bandeirantes. O corredor foi o primeiro do sistema BRT a operar com os novos ônibus amarelinhos. Com mais articulados em operação, houve uma redução de até 63% nos intervalos das linhas nos horários de pico.

Os novos ônibus contam com moderna tecnologia e são equipados com telemetria para análise de desempenho. Há interação com o usuário (microfone ambiente, painel de mensagens aos usuários que alertam sobre as próximas estações e alto-falantes), câmeras, portas reforçadas, aviso sonoro de fechamento das portas de embarque e desembarque, sistema de bloqueio de porta que impede o movimento do ônibus enquanto as portas estiverem abertas, cabine segregada para o motorista, painel de temperatura, área reservada a pessoas com deficiência e tomadas USB, entre outros itens.

Reconstrução do transporte público carioca

Com objetivo de resgatar a eficiência do sistema e devolver uma boa prestação de serviço aos usuários, a Prefeitura decidiu assumir a operação do BRT, que estava nas mãos da iniciativa privada. Em março de 2021 ocorreu a intervenção do sistema e, em fevereiro de 2022, foi decretada a caducidade do contrato de concessão, em função do descumprimento por parte dos concessionários de obrigações contratuais de prestação de um serviço de transporte público adequado. A Mobi-Rio, empresa pública municipal, passou a ser responsável pela operação do BRT.

Sob a gestão da Prefeitura, todas as estações foram reformadas e reabertas e, para renovar a frota, houve a compra de novos ônibus. Desde que a Prefeitura assumiu o sistema, em 2021, a média diária de passageiros transportados aumentou de 150 mil para cerca de 420 mil (pagantes + gratuidades).

A reconstrução do transporte público carioca inclui ainda a implantação gradual do Jaé, novo sistema de bilhetagem digital, nos modais de transporte público coletivo regulados pelo município. Outro destaque é o acordo judicial firmado entre a Prefeitura do Rio, o Ministério Público Estadual e os consórcios operadores de ônibus, que possibilitou a retomada de mais de 160 serviços de ônibus na cidade.

 

Categoria:

  • 14 de maio de 2024
  • Marcações: amarelinhos BRT ônibus Prefeitura do Rio Transolímpica

    Deixe um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *